quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Os Almirantes


O lançamento em 03 de agosto da Camisa 2020 Kappa do CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA leva a feérica troca de mensagens com imagens no fórum OS ALMIRANTES, do qual participo.

Acho a camisa bonita (“clean”), afinal trata-se da mais bela Camisa do Futebol mundial (sem qualquer viés). Mas uma dúvida me ataca, e apresento-a ao Grupo: porquê o Escudo tão no alto? A idéia dos Escudos não é ficar “em cima do Coração”? (*)

O Almirante Garcia posta uma resposta: “O Almirante Guedes está certo: a Cruz deveria cobrir o Coração”.

Fico emocionado: creio que esta tenha sido a primeira vez em 64 anos que alguém diz que estou certo!

Comovido, agradeço.


(Ipanema 20200805 Quaren Times)


(*) Embora tenha desistido de Futebol e o abandonado (como de resto desisti e abandonei tudo mais), minha sugestão para a hiper-estúpida Regra do Impedimento era afixar chips nos uniformes dos Jogadores exatamente sob os escudos de seus Teams. Acabaria a imbecilérrima discussão de se a ponta do nariz do Atacante estava 3 milímetros à frente da protuberância escrotal do Beque, e os ultra-frutíferos debates semelhantes. O que determina a posição de um Atleta e conseqüentemente a linha de Impedimento é a posição do Escudo do Time; tão simples quanto isto. (Isto naturalmente considerando-se que a Regra do Impedimento - cuja mera existência considero argumento mais do que suficiente para o EXTERMÍNIO da Raçumana - fosse mantida.)


quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Você sabe com Quem está falando?


Para quem acha que eu sou apenas um bostinha igual a todo mundo, saiba que hoje ouvi uma gravação reafirmar 87 vezes:

- "Sua ligação é MUITO IMPORTANTE para nós."

Chupa!


(Ipanema, 20200804 Quaren Times)

Time's Up

"... I hope you make a million

and have a lot of pretty children

but this is my song

gotta say

so long..."


(Netherlands 1976)

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Civilizações Extraterrenas


Um dos muitos grandes privilégios que tive / tenho nesta Existência é a contemporaneidade a Isaak Yudavich Azimov– ou melhor ainda, o perfeito ‘timing’ entre o florescimento de minha paixão pela Leitura e sua maturidade e ápice como Cientista, Escritor e Profeta.

Passados 38 anos de sua partida, graças a sua prolixidade (mais de 500 Livros) aqui e ali encontro Tomos redigidos por ele sobre os mais diversos assuntos; e lê-los é saborear uma Escrita embasada, racional, criativa, iluminada e iluminante.

Na segunda metade de julho/2020 li “Civilizações Extraterrenas” (1979), que comprei de um Mendigo na Praça Nossa Senhora da Paz (Ipanema, RJ) cerca de 2 anos antes. Trata-se de uma avaliação puramente técnica e científica (e bem-humorada e brilhante) da possibilidade de existir Vida contatável no Universo. A análise passa por formação / definição de Inteligência, evolução geológica do Universo, comunicação e deslocamento em distâncias absurdas, conteúdos de Informação identificáveis por formas completamente diferentes de raciocínio, e muitíssimo mais.

As pouquíssimas vezes na Vida (já não ocorre há décadas) em que parei de ler por breve período – usualmente devido a cansaço provocado por leituras excessivamente complicadas – Asimov sempre me pegou pela mão e me conduziu entusiasmado de volta ao Mundo dos Livros. Tenho mais de 50 Livros dele, tendo lido a maioria duas ou mais vezes.

Segue um par de passagens do “Civilizações”, ligeiramente adaptadas para fazerem sentido neste pequeno espaço.

“(...) Em geral estes fatos baseiam-se na visão de alguma coisa que os observadores não podem entender. Eles freqüentemente dizem: “Mas o que mais poderia ser?”, como se sua própria ignorância fosse um argumento decisivo. (...) Quando não conseguimos qualquer explicação plausível para um fenômeno, devemos deixá-lo provisoriamente de lado; em geral, o observador sofisticado aprende a conviver com a incerteza.”

“(...) A Humanidade (em seus melhores momentos) sempre deu valor ao Conhecimento em si mesmo. Esta aptidão é uma das formas pelas quais uma espécie mais inteligente se diferencia de uma menos inteligente, e uma cultura avançada de uma decadente.”

O fecho do Livro:

“Em nosso próprio benefício, vamos abandonar nossas disputas inúteis, intermináveis e suicidas e nos unirmos diante da tarefa real que temos pela frente: sobreviver / aprender / desenvolver, para entrar em um novo nível de Conhecimento. Vamos nos esforçar para herdar o Universo que está à nossa espera; sozinhos, se for preciso, ou na companhia de outros, se eles existirem.”

(Lagoa, madrugada de 20200803 Quaren Times)

EPA ou NEPA?


Creio que aconteça com a maioria das Pessoas: avaliar uma Obra em estado alterado de Percepção leva a uma maior Condescendência, a um maior... Entusiasmo.

Já sou naturalmente exagerado (jogado a teus pés, eu sou mesmo exagerado”) e vulcanicamente entusiasmado, então ver Filmes que gosto em estado de percepção alterada me deixa no limiar de uma histeria.

Amigos próximos integrantes de uma Seleta Patota identificaram tal característica com facilidade, e sempre que alardeio arrebatado alguma Obra, questionam minha isenção cerebral naquele momento.

Para acabar com tais dúvidas (perfeitamente pertinentes, observe-se) criei a sigla identificadora “EPA”, que significa “Estado de Percepção Alterada”. Desta forma, basta mencionar que estou EPA em alguma situação, e se torna possível / cabível “dar um desconto” a minhas palavras. (Algo equivalente a “Under the Influence”...)

Assim, da mesma forma que (por exemplo) se pode apor “PhD” ou “Md” a um nome próprio, é também possível acrescentar “EPA” a qualquer comentário, acrescentando-se assim um “dado de realidade”.

E quando não se está EPA? Simples: é NEPA (“Não-EPA”)!


Nota:
Quando EPA muitas vezes redijo Textos que na hora considero GENIAIS; quando no entanto vou revisitá-los NEPA... que catástrofe!

(Lagoa 20200802 Under Wraps)

Observação: O marcador (tag) “John I’m Only Drinking” passa a acolher Textos que incluam referências a quaisquer substâncias estupefaciantes.

domingo, 2 de agosto de 2020

Bom Dia Boa Tarde Boa Noite


Considero evidência de subserviência que uma Pessoa se balize por um Relógio para dizer “Bom Dia” ou “Boa Tarde” ou “Boa Noite”.

O que determina Dia, Tarde ou Noite não é a hora. Dia, Tarde e Noite são eventos FÍSICOS, e NÃO contábeis.

Se está escuro, é NOITE. (Tem coisa mais idiota do que dizer "bom dia" à meia-noite e cinco?)

Se clareou, é DIA.

Se o Sol já passou do Zênite, é TARDE.

Eventos FÍSICOS, é bastante simples (ao menos me parece).

A não ser que o pitaco de gente de pensamento pequeno e irracional regule a sua Vida.

Aí sim: neste caso, Você olha para o Relógio.

E obedece.


(Lagoa 20200802 Under Wraps)

O Cientista e a Boiada Estourada


Um Cientista está no Campo, e vê uma Boiada estourada.

Os bichos estão a galope (sim, aqui os bois galopam) e nosso Nobre Cientista tenta dialogar com um ou alguns deles:
- “Não existe motivo racional para Vocês estarem galopando estourados, por causa disto, disto e daquilo!”

O Boi olha arregalado para ele, e responde:
- “Converse com este da frente ou com o de trás. Eu penso igual a eles!”

What the frak do you mean?!?
Nosso Pobre Cientista tanto se empenha que acaba atropelado.

Depois de alguns atropelamentos em alguns Estouros, o Cientista desiste. Desiste de tentar dialogar com os Bois. Vai ficar apenas olhando. Sim, ele será igualmente atingido pelas conseqüências tão facilmente previsíveis do Estouro. Mas ao menos não terá perdido tempo e ficado transtornado tentando convencer aqueles Bois de Olhos Esbugalhados.

A bem da verdade, o Cientista desiste de tudo; torna-se um Passivo (e Distante) Observador Catatônico, é este o papel que a Boiada lhe destina.


(Lagoa 20200802 Under Wraps)

Geléia Gelada


Muito de vez em quando conheço alguém que como Eu sabe dar o devido valor a uma Geléia de Mocotó. Ou seja: muito de vez em quando conheço alguém que como Eu é ALUCINADO por Geléia de Mocotó!

Entre tais apreciadores instaura-se no entanto uma Altercação:

Food is good? Try the wine!
- A iguaria deve ser degustada GELADA ou SEM GELO?

Quem gosta de um tipo JAMAIS admite que o outro possa ser minimamente aceitável. Não existe meio-termo nesta questão, apenas espaço para um Radicalismo terminal.

Meu voto é por SEM GELO, mas até aqui estou perdendo feio: 1 x 2.

Your Point of View will be greatly appreciated.


(Lagoa 20200802 Under Wraps)

Nota: issues referentes a Comida também passarão a ser incluídos no marcador (tag) “Cultura Geral”.

Sob Sigilo


Spotify Premium é bom demais!

meu CD é melhor do que este!
Lembrava de ter gostado de “A” (1980) do JETHRO TULL (até comprei um CD special edition com DVD, está há 130 dias a 430km de distância), mas acabo de ouví-lo e achei fraco (à exceção de “Black Sunday”).

Graças ao Spotify Premium passei em seguida ao “Under Wraps” (1984) que não conhecia, e adorei!

Hiper criativo, corajoso e competente!

Como é bom (e cada vez mais raro e espaçado) ouvir um Disco BOM que não conhecíamos!

Lenovo da Lagoa na madrugada (com speakers Aiwa)
Disco fenomenal; experimente “Heat”, que estou ouvindo neste exato momento em que escrevo: espetacular!!! (pena que dure apenas longuíssimos 5m37s)

Play it again, Sam!


Nota: 
Embora minha tradução pessoal para o Nome do Álbum tivesse muito mais a ver com sua Capa (vide detalhe da segunda imagem), nas traduções que pesquisei a expressão “under wraps” aparece mais freqüentemente como “sob sigilo”, sendo este um dos motivos do nome desta Crônica; além de eu não conhecer o Disco, etc.

(EPA Lagoa 20200802 Under Wraps)

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Vida


Muito Sofrimento para pouco Benefício.

Já li (creio que foi o Karnal) que seria Vaidade alguém achar que sofre mais do que os Demais. Todo Mundo sofre igual, e muito; não se julgue “pior” (que no caso seria um vaidoso “melhor”) do que os Outros.

Aceitei a idéia plenamente. Todos sofremos igual, e muitos sofrem muito mais do que Eu. Não estou portanto falando em meu Nome, mas sim em Nome de todos os que Sofrem igual ou pior quando descrevo a Vida como:

Muito Sofrimento para pouco Benefício.

O mais curioso de tudo é que para a Vida ser MUITO MELHOR bastaria uma única coisa: Nós mesmos. Os próprios Seres Humanos. Bastaria sermos mais confiáveis, mais corretos, mais corteses, mais dedicados, mais esforçados, enfim: sermos melhores Pessoas, as melhores que nos fosse possível. Honra. Nobreza de Comportamento. Dedicação. Isto aqui poderia ser o Paraíso, ao invés de ser este Purgatório. E só depende de UMA ÚNICA COISA: nós.

“O Homem é o Lobo do Homem.”


(Lagoa 20200726)

Delicatessen



Não gosto de Pratão entupido de Comida.

Prefiro porções menores; comer dois Pratos médios, por exemplo.

Sou da Degustação, e não do Canibalismo.


(Lagoa, madrugada de 20200727 Quaren Times)

Concierge


Não brigue comigo, e também não é necessário me agradecer: sou apenas um Intermediário!


(Lagoa 20200726 Happy 10th Birthday Rafael Linhares!)

Evolução (?)


Creio que a característica pessoal que eu mais admire atualmente seja a Humildade.

Com a Humildade vem o Respeito; a Reverência; a Abertura.

E com isto vem o Aprendizado.

Não gosto de Arrogância, rejeito-a com Vigor (e isto causa muitos problemas): ela tranca as portas para o aumento do Conhecimento e da Sabedoria.

Sim, a característica pessoal que mais admiro atualmente é a Humildade.

Há algum tempo atrás eram os Seios.

Terei evoluído?


(EPA Lagoa 20200726)







A Solução de Problemas nos Tempos do Cólera


Poucos são os dias de minha Vida nos quais não leia ao menos um pouco.

Adoro começar um Livro, adoro carregá-lo, adoro conhecê-lo, adoro comer lendo, adoro terminá-lo. Adoro começar um Novo.

Eles me marcam.

Creio que Ler seja o que mais gosto de fazer na Vida (junto a Escrever) (e a ver Filmes).

Penso que a segunda Frase que mais me marcou entre todas as minhas Leituras tenha sido uma de “O Amor Nos Tempos Do Cólera”, que considero e mantenho literalmente como um de meus 10 Livros de Cabeceira: dormem comigo, vivem em minha Cabeça. Em livre lembrança, redigido na forma que me ocorre todos os dias e não como estiver grafado no original traduzido (que já li duas vezes):
- “Estava em um ponto de esperar a Morte vir para resolver seus Problemas.

Para quem não tem e nunca teve Medo de morrer, “a Morte resolver seus Problemas é uma Solução soberba! Imediata, sem dar trabalho algum, TUDO instantaneamente resolvido!

Creio não haver um único Dia no qual não pense nesta Frase.

Outras frases me marcaram também. Todas de lembrança, nenhuma consultando os originais traduzidos:

Trazia nas mãos um chicote.
(Orwell)

“ – ‘Estamos perdidos’, ela falou.
 – ‘Estamos perdidos’, eu falei.
– ‘Vocês estão perdidos’, falou uma Voz às nossas costas.”
(Orwell)

– “Encontramos o corpo.”
(Lehanne)

E evidentemente a Frase mais importante desta minha Existência:
THERE IS NO SUFFICIENT DATA FOR A MEANINGFUL ANSWER
(Isaac)
(Porquê será que os Serumanos têm tanta dificuldade em aceitar isto?)


(Lagoa 20200716 Quaren Times)

Leitura no momento: “Civilizações Extraterrenas”, Isaac Asimov, absolutamente genial)

Notas:
  • Uma vez que não vou criar uma “tag” específica sobre Livros, fica definida o Marcador “Cultura Geral” como repositório para “Literatura”. (No dia que começar a escrever a respeito dos Livros que leio, não farei mais outra coisa...)
  • A tag “Marcinkus Tai” passa a incorporar também referências à estrutura do Blog.


Quem Ama Para Sempre



Não faz sentido quem “ama para sempre” ter pressa de se casar!

(04 de agosto de 2018)


(Observações em julho/2020:

Uma excelente resposta para isto é dada pelo personagem de Billy Crystal no final de “When Harry met Sally...”

Tenho uma Teoria pessoal a este respeito envolvendo ansiedade e tentativa de eternizar o efêmero, mas não irei discorrer aqui; não é este o assunto desta nano-crônica, apenas manifestar meu estranhamento quanto à pressa de casar de quem “ama para sempre”!)


(Lagoa 20200726 Quaren Times)

quinta-feira, 23 de julho de 2020

segunda-feira, 20 de julho de 2020

I


Existe apenas uma única Entidade em todo o Universo.

Um único Ser.

No momento este Ser é Você.

Para se distrair, para passar a Eternidade, o Ser sai encarnando em zilhares de seres. Em seu Gato. Em um Cachorro. Em sua Mãe. Em uma Planta. Em uma Pedra.

Em mim.

E por aí vai. Não há pressa. A Entidade tem a Eternidade para Viver e Conhecer Tudo. Ser Tudo.

Assim, ao causar Mal a alguém, Você está simplesmente causando Mal a Si mesmo; a este colossal Organismo do qual faz parte. Pois algum dia vai estar “encarnado” do outro lado, e vai receber diretamente este mesmo Mal que causou. Como um dedo da mão direita arranhando um dedo da mão esquerda: ele considera que não está sofrendo; mas com sua percepção limitada ignora que o Organismo como um Todo está sentido Dor.

Igualmente, quando se faz o Bem a qualquer outro ser, se está fazendo Bem a si próprio/a, pois em algum momento estar-se-á lá para receber o Bem feito.

Cuide dos Outros, e estará cuidando de si. Existe sim uma Justiça Universal; um Equilíbrio. Tudo que dá, Você (ainda não sabe, mas) estará do outro lado para receber.

Cuide para que os Outros não sofram. Para que não se desesperem.

Quando alguém deseja ardorosamente que sua Existência acabe, é porque está sofrendo muito.

Muito.

Muito.

A Responsabilidade é sua.

É minha.

É nossa.

Em todas as nossas manifestações.

É Tudo uma coisa só.


(20200716 madrugada)

Pelada no Aterro


Uma vez que os certames de futebol não mais têm platéia presente, qual o sentido de realizá-los no Maracanã e demais Estádios?

Façam logo no Aterro, sai muito mais em conta!

A diferença entre as “Peladas” de Praia e os “Jogos Oficiais” é tão-somente esta: o Local.

Com a vantagem para as Peladas na Praia de não termos que ficar aturando a ladainha daqueles desocupados e/ou interesseiros que se empenham em transformar Futibó em “Ciência”...


(Lagoa 20200719 Quaren Times)

Status: Arrumando a Casa


Por onde passa, o arredio Marcinkus Tai deixa um rastro de arrumação e de coisas funcionando direito.

Quando seu Primo & Amigo AnteNNa morava em SP, dizia que quando tinha muitas coisas para consertar em Casa convidava Marcinkus para uma visita. Por outro lado, quando queria conversar, escondia tudo que não estivesse funcionando direito!

Mr. Tai adora a frase “a Casa é uma extensão do Eu.”


(Ipanema madrugada de 20200717 Herzlichen Geburtstag Herr Güdes!)

domingo, 19 de julho de 2020

Nota Zero


Agradeço sua resposta Emocional,

mas meu questionamento foi Racional.


(Ipanema, madrugada de 20200717 Quaren Times)

Improviso


Sou péssimo para improvisos.  

Tudo o que faço movido por repentes fico posteriormente remoendo diversas alternativas de discurso ou ação que teriam sido muito, muito melhores.

Sou Analítico, e minha linha pessoal privilegia Raciocínio > Desenvolvimento > Evolução.

Muita gente se auto-proclama bom / boa de improviso.

Será? Soa como subterfúgio para Preguiça.

Fossem menos arrogantes, reconheceriam que se tivessem dedicado tempo para pensar teriam feito coisa melhor.

“A pressa passa, a cagada fica”.


(Lagoa, 20200719 Quaren Times)

domingo, 12 de julho de 2020

Terminatrix


Sarah Connor deu uma sorte tremenda por ter Linda Hamilton para interpretá-la.

Terminator (1984)
A Personagem ganhou muitíssimo com isto. “T2” é o exemplo mais claro: ela não está com 1 grama de gordura no corpo, é puro músculo, de impressionar Nutricionista, passou anos se preparando para aquela ação exatamente como Sarah teria passado anos se preparando para aquela ação. Atriz perfeita para o papel, incorporou; interpretação visceral.


T2 (1991)
Sua primeira fala em “Terminator: Dark Fate” é um dos momentos mais antológicos da história do Cinema!

Dark Fate (2019)

(Lagoa, madrugada de 20200712 - Happy Birthday Ronnie Du!)

sábado, 11 de julho de 2020

Milton Meier on Vocals


Uma das muitas colossais bênçãos que recebi na Vida foi conhecer pessoalmente diversos grandes Músicos de Bandas alternativas de Rock. Para quem comumente se assina “Always Rocker”, isto é uma permanente fonte de Satisfaction e um privilégio insubstituível.

Com imensa Tristeza registro que Milton Meier, um destes Iluminados, nos deixou em 07/07/2020 aos 59 anos.

Milton tinha extenso currículo no Rock Brasileiro. Trabalhou com Liminha no Estúdio Nas Nuvens, tendo participado da Produção de diversos “standards” das grandes Bandas Nacionais. Além de Pintor, Escultor, Poeta e Designer, tinha conhecimento enciclopédico de Música, sendo sofisticado e evoluído a ponto de ser grande apreciador de Rock Progressivo. Seu último grande entusiasmo foi o GOLDEN EARRING, que lhe foi apresentado por meu Irmão, um grande Amigo, incentivador, apoiador e Parceiro do Milton.

Desde o tempo de Colégio era carinhosamente chamado pelos Amigos de MILTON MONSTER ou MILTON THUNDER; nos últimos anos, dada a semelhança, passou a ser chamado de “Miltinho David Gilmour”. Somente vim a conhecê-lo na segunda década do Século XXI, como Vocalista da Banda SAGRADA FAMÍLIA e posteriormente também da HOLY STONED. Foi o Vocalista que mais vezes na Vida eu vi performar, inclusive no Evento duplo em meu aniversário de 60 anos, o “Sessenta na Laje” no andar superior do BARZIN em Ipanema, em que com a Banda JUMPING JACKS abriu para a CADILLAC.

Esta é uma pequena homenagem a um grande Amigo que me trouxe muitas horas de enlevo. Agradeço aos Músicos que tocaram com Ele e me levaram a conhecê-lo, em especial os Guitarristas GlouG e GustaFer, também Produtor. Como diz o GOLDEN EARRING em “Johnny Make-Believe” (a melhor “farewell song to a friend” que conheço):
“Waitress more wine / (...) / He will be sorely missed tonight”...




Holy Stoned - Cortiço Lapa RJ 12.jan.2018







GlouG & Milton (o mesmo que The Edge & Bono Vox)



Jumping Jacks - Barzin Ipanema RJ 16.jun.1956+60







 (Como curiosidade, Milton é “o Vocalista” mencionado na Postagem “The First Drink is the Deepest”: 
http://www.umpandaemsaturno.com/2014/12/noite-das-bruxas.html )

(Ipanema, madrugada de 20200709 Tough Times)


quinta-feira, 9 de julho de 2020

Joe Banks Never Sleeps


Eventualmente pesquiso a Internet em busca de ainda mais informações sobre “Joe Contra O Vulcão”.

Recentemente descobri algo que ainda não havia reparado:

JOE NUNCA DORME!

Talvez pela consciência de que vai “fade out” brevemente; a importância de dormir se torna então menos do que uma frivolidade.

Mais um ponto que descubro em comum com este que é o Protagonista que mais admirei em toda esta Existência.


Sleepless at The Pierre
Sleepless in the Tweedle Dee

Nota: a definição de “brevemente” é absolutamente individual
(Mais sobre o Filme em:

(Ipanema madrugada de 20200707 Quaren Times)

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Carlito Maia


Eu não poderia nem quereria dizer esta frase.

Mas sempre achei-a genial na boca de Carlito Maia:

- “Eu vim ao Mundo a Passeio.”

Bela visão, um dia Eu chego lá!


(Lagoa, madruga de 20200706 Quaren Times)

Quem lê um Blog?


Blog.

Um Blog.

Quem lê um Blog?

(Além de Você?)

Por que escrevo um Blog?

“Porque não consigo ficar sem escrever” não é motivo suficiente, pois não me limitaria a um Blog.

Penso então que por dois motivos.

Minha formação é Clássica, meus Valores são clássicos. Um Blog é muito mais clássico do que qualquer uma das alternativas disponíveis. 

E também “o Nome de um Nobre somente vai a público 3 vezes em sua Vida: quando Ele nasce, quando casa e quando morre”.

Abomino ser centro de atenções. Desgosto até de “Parabéns pra Você” pra mim.

Agradeço por ler este Blog.

Você tem formação Clássica.



(Ninho de Águia, madrugada de 20200706 Quaren Times)

Bexiga, Testículos e Sistema Reprodutor Masculino


Dear Friend,

sou um permanente candidato a Crises Renais. Já tive 4 muito brabas, com 3 cirurgias e 5 hospitalizações. Necessito ficar sempre atento, de olho, porque... é bem brabo. Tanto as Crises como os Pós-Cirurgias. Não dá nenhuma vontade de repetir. Mas Você sabe que elas estão ali, na Esquina. À espreita. Então... só te resta estudar, aprender a respeito; e respeitar. Cuidar, abrir os Olhos.

Tudo isto para dizer que encontrei esta MARAVILHOSA Figura “das internas” masculinas. E tomo a Liberdade de reproduzí-la aqui porque a considerei UTILÍSSIMA para Auto-Conhecimento.

Portanto, meu AmigO, sugiro olhar bem esta Figura e estudá-la... it is YOU!

E se a Dama tiver interesse em conhecer-nos, fique à vontade.



O Objetivo desta Postagem é Pura Utilidade.

(Lagoa, 20200706 Renal Times)

Restaurante em Cápsula


Sou apaixonado por Café. Específica e obtusamente, por Café Espresso Curto-Forte-Tinta (sem concessões).

Tenho uma máquina de Nespresso (*) e somente tomo Espressos curtos e com a mais forte intensidade que existir, atualmente kazaar 12. Presenteei os 64 do Almirante G com uma Discovery Box com 36 kazaar!

Sempre tomo Espresso após as refeições, se houver. Considero no entanto INACEITÁVEL que um Restaurante ofereça Espresso através de Máquinas de Cápsulas.

Happy 64 Admiral G!
Qualquer um pode ter uma máquina destas em Casa. O Restaurante estará PREGUIÇOSAMENTE me oferecendo algo 1) que tenho em Casa, 2) que preparo melhor (Restaurantes somente têm ristretto 10, a linha profissional da Nespresso não oferece kazaar 12), 3) no tamanho EXATO de minha idiossincrasia, e 4) a um Preço muitíssimo inferior. Ou seja, só existem DESVANTAGENS em tomar Espresso em Cápsula em um Restaurante!

Não me ocorre qualquer outra explicação para tal postura além de Preguiça Administrativa.

Ou então Incúria Culinária, que me parece mais improvável – nunca vi gente preguiçosa trabalhar em Cozinha.


Me lembra o Camarão em um Restaurante décadas atrás, perguntando ao Garçom quais as Sobremesas disponíveis. Quando a resposta incluiu “Frutas Diversas”, Camarão respondeu:
- “Fruta eu compro na Feira.”


(Lagoa 20200628 Quaren Times)