sábado, 25 de abril de 2020

Cidade Fantasma



Em 1985, o CAMISA DE VÊNUS lançou seu fenomenal segundo disco “Batalhões de Estranhos”.

Entre as muitas pérolas do Álbum, sempre gostei de “Cidade Fantasma” (Karl Hummel / Marcelo Nova); sua letra sempre me ocorre quando transito por locais inabitados (“Isto tá virando uma Cidade Fantasma / ô-ô-ô...”). Evidentemente com o atual advento da pandemia pandemônica a Canção me ocorre toda vez que caminho pelas ruas desertas (paramentado com máscara, luva e camisinha!).

Na semana corrente, os ROLLING STONES divulgaram a música “Living in a Ghost Town”, supostamente gravada há 1 ano e somente agora trazida a público. Trata-se de canção modorrenta, cansativa, repetitiva e chatérrima, indigna do histórico da Banda, e que só faz sucesso por inércia, pura subserviência, afinal são os Rolling Stones!... É bastante óbvio o motivo de ter sido deixada de lado anteriormente; é agora lançada por mero oportunismo.

Portanto, meu caro Músico Brasileiro, é este o karma com o qual Você vai se defrontar ao longo de sua Carreira: pode produzir material de excelente qualidade, mas será ignorado; enquanto isto, os dejetos de Bandas famosas são idolatrados...

Parafraseando Marcelo Nova, “falta de cultura pra cuspir na escultura”!


(Lagoa Rodrigo de Freitas, 20200425)

2 comentários:

  1. Apesar de ter, a princípio, gostado da música dos Stones, entendo perfeitamente o que quer dizer com o endereçamento do artigo aos músicos e bandas brasileiras. Presenciei grandes músicos e bandas sensacionais, com músicas e performances fantásticas, serem perdidos no tempo e/ou deixados de lado em favor dos, assim dizer, já consagrados.

    ResponderExcluir
  2. Peregrina & Hospedeira26 de abril de 2020 23:28

    Realmente parece feita para este momento...
    Concordo com sua crítica.

    ResponderExcluir