quarta-feira, 17 de julho de 2019

Sensação Térmica


Convencionou-se chamar “Sensação Térmica” um fenômeno que na Física é conhecido por “Convecção Forçada”.

Funciona assim: o Ar em movimento (Vento), ao bater nas partículas de Água, faz suas Moléculas vibrarem ainda mais, e acelera-lhe a Evaporação.

A passagem da Água do estado líquido para o estado gasoso – a Evaporação – rouba Calor do ambiente.

Quando tais partículas de água estão sobre a Pele (suor, por exemplo; ou a própria umidade de hidratação da pele), este “Calor Latente de Vaporização” (nome técnico) é roubado da própria pele, daí a sensação de frio.

Em resumo:
pele úmida + vento = aceleração da evaporação da água = Convecção Forçada
, conhecida popularmente por “Sensação Térmica”.

A Sensação Térmica ocorre portanto quando venta; e daí sentimos MAIS FRIO.

No entanto extrapola-se o Conhecimento e inventa-se que ao se sentir muito calor existe também uma “Sensação Térmica”:
- “Está 35ºC, mas a “sensação térmica” é de 42ºC.”

Ora, isto NÃO EXISTE!!!

O fenômeno oposto, de cessão de Calor ao Corpo Humano através do Calor Latente de Condensação (ou seja, vapor se transformando em água sobre a pele e com isto cedendo Calor a ela) não ocorre! Ou melhor, só ocorre nas Saunas a vapor!

Não existe portanto um fenômeno contrário à Convecção Forçada que faça o Serumano sentir “mais calor”. Pode ser qualquer outra coisa: abafamento, andropausa, ansiedade, boca seca...

... mas quando ouço a expressão “Sensação Térmica” associada a sentir mais calor do que o assinalado nos termômetros, fico com uma “Sensação Tétrica” de estar testemunhando Ignorância!

(Ipanema, 20190716)

2 comentários: