quinta-feira, 24 de setembro de 2009

"Eu nunca vou te abandonar..."

A partir de 2008, ano em que o Corinthians disputou a Segunda Divisão, sua torcida adotou o lema “Eu nunca vou te abandonar, porque eu te amo”.

Não existem dúvidas sobre a primeira parte da frase. Nenhum torcedor de time vai abandoná-lo. Nunca.

Mas pode-se questionar o motivo: “(...) porque eu te amo”. Será mesmo por isto? Ao longo da vida já se amou algumas vezes, mas nem por isto a relação foi eterna. Já se achou que se iria ficar com alguém até o final dos dias, mas isto acabou não se realizando. Portanto, o torcedor de um time nunca vai abandoná-lo, mas não é porque o ama.

Porque será, então? Qual o sentimento que une um Torcedor a seu time?

Por estranho que pareça, o sentimento que me ocorre é a Paixão. O Torcedor é apaixonado por seu Clube, e é esta a razão de ele nunca abandoná-lo.

Isto abre margem a conclusões aparentemente paradoxais. O Amor não é eterno, mas a Paixão sim? A Paixão seria mais forte do que o Amor?

Esta é a conclusão a que chego, até mesmo por falta de outra.

O segredo seria portanto fazer a Paixão durar o máximo possível. Aqueles que consideram que “a Paixão é um sentimento juvenil”, enquanto “o Amor é um sentimento maduro” seriam portanto pessoas de visão de curto prazo. Manter a Paixão acesa, manter o vulcão em permanente erupção. Considerar sua Companheira uma Deusa, mantê-la sempre no Altar, sempre acima de todas as demais – este o roteiro para ficarem juntos para sempre.

E corrigir o lema:. “Eu nunca vou te abandonar... porque sou apaixonado por você!”.

(set/2009)

Um comentário: